#08 | Portabilidade e crédito bancário

A portabilidade é a possibilidade do consumidor insatisfeito com a sua instituição financeira, buscar outra instituição para aplicar seus investimentos, fazer empréstimos ou receber salário. Esse é um direito garantido desde 2007, pela resolução nº 34.02, do Banco Central. Atualmente, ela foi atualizada para o nº 46.39, criando novas regras sobre a portabilidade, principalmente no que tange a conta salário.


A principal mudança dessa atualização é que, hoje, os bancos não podem mais cobrar tarifas pela transferência de salário para outra conta corrente. Contudo, para conseguir a portabilidade para qualquer outro banco, é necessário encontrar o banco ideal. Visto isso, separamos algumas dicas baseadas no Portal Consumidor Positivo.


Quem pode fazer a portabilidade bancária?


Normalmente, são os consumidores que buscam condições melhores de relacionamento com o seu próprio banco, incluindo serviços com menores custos. Dessa forma, eles têm o direito de receber salário na conta corrente do banco de sua escolha sem precisar pagar.


Como fazer a portabilidade bancária?


O primeiro passo para fazer uma portabilidade bancária, é abrir a conta corrente no banco escolhido. Feito isso, você precisa transferir o dinheiro da sua conta atual para a nova. Não se esqueça de cancelar o débito em conta da sua conta anterior, pois isso evitará que fique no vermelho caso haja esse desconto na sua conta corrente. Em seguida, faça a solicitação às empresas para o débito automático cair em uma nova conta, desde que você a cancelou em uma conta você pode colocá-la em outra.


Depois de fazer tudo isso, peça o fechamento da sua conta antiga para evitar que o próprio banco continue cobrando taxas. Para o fechamento da conta, você precisará receber uma cópia do protocolo de solicitação de encerramento da conta. A partir desse momento, o banco não poderá cobrar mais nenhuma tarifa de serviço, tendo 30 dias para fechar a conta definitivamente.


Portabilidade de salário


Se você recebe o pagamento em conta salário, a sua transferência é automática para a conta corrente que você criou de depósito, mesmo que seja em outro banco, sem nenhum custo adicional. Essa transferência deve ocorrer em até 12 horas, no mesmo dia em que o empregador fez o pagamento.


Conta salário


Embora as empresas não tenham obrigação nenhuma de abrir conta salário para o seu funcionário, ela normalmente é aberta pelo empregador a fim de depositar o pagamento do empregado. O pagamento, a pedido do funcionário, pode ser depositado diretamente na sua conta bancária e somente o empregador pode depositar na conta salário. Além disso, é possível realizar saques e consultas de saldo e extratos sem precisar pagar taxa.


Portabilidade de crédito


Garantido pelo Banco Central através da resolução nº 42.93, a portabilidade de crédito o possibilita transferir seu empréstimo ou financiamento bancário para outro banco, obtendo taxas e condições melhores. Essa portabilidade concede ao consumidor a oportunidade de mudar o banco do seu empréstimo ou financiamento para outro que ofereça juros menores, reduzindo a parcela paga mensalmente. Além de oferecer a chance de concentrar em um único banco todas as suas dívidas.


Antes de levar a sua dívida para outro banco, deve-se primeiramente pesquisar quais instituições oferecem melhores condições, comparadas com a que você tem hoje. O melhor jeito de fazer essa comparação é avaliando o CET (Custo efetivo total) o qual, obrigado pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC), deve ser informado sempre.


Depois disso, é necessário pedir ao banco atual o número do contrato, saldo devedor atualizado, demonstrativo da evolução do saldo devedor, modalidade, taxa de juros anual, nominal efetivo, prazo total remanescente, sistema de pagamento, valor de cada prestação especificada, valor principal a alencar e a data do último vencimento. Com isso em mãos, o banco escolhido deve ser informado a respeito dos documentos. A partir disso, ele deverá emitir uma proposta com condições do novo financiamento ou empréstimo.


Caso você aceite essa proposta, o novo banco irá transferir o valor diretamente para a instituição inicial que quitará a dívida. Na portabilidade bancária, o prazo de financiamento é o mesmo que o anterior. Se faltavam 20 parcelas, no novo terá o mesmo prazo. No entanto, o banco inicial poderá fazer uma contraproposta a fim de mantê-lo. Isso cria uma grande oportunidade para você melhorar as condições da sua dívida e avaliar se vale a pena fazer a portabilidade.


Para mais informações e dicas sobre instituições financeiras e orçamento doméstico, é muito importante que o consumidor verifique em sites, como o consumidorpositivo.com.br, que possuem dicas e informações para auxiliá-lo em sua empreitada.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
222_edited.jpg
andre-emdireito-1170x1170.jpg